Os métodos que descrevo, são apropriados ao espaço que tenho, à disponibilidade de tempo e ao que pretendo com os meus canários, sendo que cada criador os deverá adaptar conforme os seus objectivos.

domingo, 4 de outubro de 2009

Técnica para lavar os canários...



Por:
Carlos Almeida Lima
Juiz Internacional CNJ-OM


Após diversas solicitações de intervenientes neste fórum, venho esclarecer algumas
situações que merecem uma informação adequada, dado que este tema foi tratado de
forma ambígua, não sendo de todo esclarecedor.
Penso que existe por parte de alguns criadores receio em ensinar aqueles que estão a
principiar este maravilhoso hobby; será por medo?

Quem confia nas suas aptidões e conhecimentos teóricos nada tem a recear.
Quanto maior for a divulgação e maiores conhecimentos forem adquiridos, só
beneficiaremos a Ornitologia além-fronteiras.

Os criadores de canários que apostam seriamente nas exposições de maior prestígio
preparam as suas aves com grande antecedência e para isso utilizam o banho nos seus canários com alguma perícia e técnica, utilizando produtos inovadores para tornarem as suas aves mais atraentes na altura dos julgamentos.


Cada vez mais descobrimos novos produtos, pondo de parte o tradicional champô
Johnson para bebés, pois muito embora tenha efeitos positivos, não produz o brilho
desejado e, ao mesmo tempo, não evita a acumulação de pó na plumagem aquando do transporte para o local do evento.
Como entendo que este fórum serve para elucidar os criadores com a única intenção de contribuir para o melhorar do aspecto exterior das nossas aves, eis a fórmula utilizada pelos campeões de Brancos recessivos e não só:

1- Dez dias antes da exposição procede-se à lavagem dos canários que vão a concurso;

2- Preparar 3 recipientes com água tépida ;

3- No 1º recipiente juntar a 1 litro de água o produto ou produtos indicados na alínea b)do nº 6 ;

4- Com um pincel de barba lavar os canários ;

5- No 2º recipiente juntar a 1 litro de água 5 a 10 ml de vinagre de maçã (produto
biológico) para eliminar os resíduos da lavagem com o produto referenciado no ponto nº3 (o vinagre de maçã tem que ser aquele que no rótulo tem as maçãs inteiras) ;

6- O 3º recipiente, ou seja a nossa terceira lavagem em 1 litro de água tépida, duas
medidas de glicerina para dar o brilho e a luminosidade às penas do canário e realçar a cor.

Nota importante:
a) Colocar as aves a uma temperatura entre 26º e 30º (processo de secagem)
b) Este processo volta a ser efectuado na véspera da entrega das aves na exposição.

Produtos a utilizar:
-Super White (pó branco)
-Briljant (shampoo)

Boa sorte para os futuros campeões, pois, desta forma, estão em pé de igualdade com os maiores em termos de brancura e brilho.

1 comentário:

Ricardo disse...

Gostava de saber a medida exacta de glicerina.
Obrigado

Os métodos que descrevo, são apropriados ao espaço que tenho, à disponibilidade de tempo e ao que pretendo com os meus canários, sendo que cada criador os deverá adaptar conforme os seus objectivos.